Passar para o Conteúdo Principal
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Barro Negro

Freguesia marcadamente rural, Gondar tem, por esse fato, um artesanato rico e variado, ligado fundamentalmente às atividades agrícolas.

A olaria do barro negro representa, porém, o que de mais emblemático há no artesanato da freguesia de Gondar. A origem da arte perde-se no tempo, mas sabe-se que trabalhar o barro já foi uma atividade que ocupou muitos braços na freguesia.

Em meados do século XX a olaria rústica de Gondar ainda tinha 18 rodas a trabalhar. Mais tarde, em meados dos anos oitenta quase se extinguiu. Entretanto, um apurado trabalho de recuperação e incentivo desenvolvido localmente fez renascer a arte de trabalhar o barro negro, voltando a surgir as 12 peças tradicionalmente concebidas: panela, púcaro, assador, fundidor de oiro, caçoila, cinzeiro, vinagreira, chocolateira… ou a pingadeira, o pote e a bilha de água.

Actualmente o Mestre César Teixeira é o único oleiro que mantém viva a tradição.